Milan: A bit of China inside the city

Finalmente um ensaio fotográfico da minha querida Chinatown!

Já fazem 5 meses desde que cheguei e ainda não tinha dedicado um dia para fotografar a minha rua. Eu moro na China. Eu moro na Chinatown, um belo pedaço da China aqui dentro de Milão, que tem como sua rua principal a famosa e turística Via Paolo Sarpi. Andando por aqui você, definitivamente, não se sente na Itália. Mas confesso que é gostoso ter pra onde “fugir” no final do dia, pra longe dos “ciao”, “arrivederci”, “va bene” e “prego”. São lojas que não acabam mais, com os chineses sérios* por trás dos balcões vendendo todos os tipos de roupas, sapatos, bijuterias, jóias, jogos de videogame, capinhas de celular, eletrônicos, bugigangas etc. Sem contar os deliciosos restaurantes de comida chinesa/tailandesa/japonesa com preços pra lá de convidativos e os mercados internacionais, que vendem literalmente de tudo. (Recentemente descobri no mercado Kathay – http://www.zenworld.it/katay.htm – Guaraná Antártica, goiabada Predilecta, farinha de mandioca torrada pra farofa (!), Tang e Nesquik de chocolate. Os brasileiros vão à loucura!). A rua é sempre cheia de vida – diferente da maior parte de Milão, que é silenciosa e dorme cedo. Aqui tem sempre alguém falando alto na rua, crianças correndo, turistas passeando, etc. Principalmente depois de revitalizarem a área, que agora é basicamente destinada a pedestres.

*Não espere simpatia dos nossos queridos atendentes chineses nas lojas em que você entrar. Na maioria das vezes eles nem notam que você está lá – continuam conversando com alguém ou no telefone – e se você faz alguma pergunta é como se fosse você quem estivesse sobrando ali naquela situação. Entre, escolha o que quer, não espere experimentar nada (no caso das lojas de roupa), tire uma medida imaginária, pergunte o preço, pague, e siga seu rumo. 😉

Se estiver por Milão, não deixe de passar uma tarde na Paolo Sarpi. O passeio é tão legal que foi até criado um site só pra contar a história da rua e dar dicas. Dá uma olhada! http://www.viapaolosarpi.com/. Minha dica é vir por volta das 15h. Planeje andar bastante pelas lojas e ficar até umas 19h, para o pôr do sol. Beba um vinho na Cantine Isola pra finalizar o dia (http://www.enotecheamilano.it/2011/12/cantine-isola-enoteca/) – uma premiada enoteca, pequenininha e aconchegante, que está sempre lotada de gente no final da tarde/início da noite em busca de vinhos de qualidade. Vale a visita!

Advertisements

5 thoughts on “Milan: A bit of China inside the city

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s